Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Música’ Category

Aqui.

Anúncios

Read Full Post »

Como já publicado aqui há algum tempo, a jornalista Monica Bergamo confirmou o interesse e os esforços do GDF em trazer o U2 para a festa dos 50 anos de Brasília.

Num site dedicado ao evento, corre uma enquete para saber o interesse do público em algumas atrações internacionais. E o ex-beatle Paul Macca está com mais de 60% dos votos e o U2, surpresa, figura em último, com 3,3%, perdendo até para “bandas e artistas nacionais”.

ScreenShot105

Vote!

Update: como bem lembrou o colega Cristiano, do Na Rota Do Rock:

É no mínimo estranho o resultado parcial da enquete do site dos 50 anos de Brasília.

Motivos simples causam estranheza:

1- O site está sendo “porcamente” divulgado e a votação única já aponta mais de 337.600 votos

2- As atrações que encabeçam a enquete sequer eram conhecidas. A fofoca que existia era sobre o U2.

3- O próprio U2 está em último lugar, com o menor número de votos.

É no mínimo estranho o resultado parcial da enquete do site dos 50 anos de Brasília.
Motivos simples causam estranheza:
1- O site está sendo “porcamente” divulgado e a votação única já aponta mais de 337.600 votos
2- As atrações que encabeçam a enquete sequer eram conhecidas. A fofoca que existia era sobre o U2.
3- O próprio U2 está em último lugar, com o menor número de votos.

Além da “polêmica”, Paul Macca acaba de ser confirmado. Será que o U2 vem junto?

Read Full Post »

Há!

Fora as farofadas tradicionais, este ano tá pior que o anterior. Só para os corajosos:

Palco Principal
17h30 – Sorriso Maroto
18h30 – Jota Quest
20h – Xuxa Meneguel
21h30 – Jorge e Matheus
23h – Cláudia Leitte

Segundo o GDF, ano passado “incríveis” 18 mil turistas visitaram a cidade no 21 de abril. Número incrivelmente pífio (o show do Maiden certamente deve ter movimentado mais). Se as “comemorações” deste ano são um “aquecimento” para 2010…imagine a “maravilha” que não vem por aí. Vai encarar? Confira a programação completa.

Questão importante: porque temos palco católico, gospel e principal mas, no aniversário da cidade, não temos um palco só com artistas e bandas locais? Fica a pergunta…e o blog Cult 22 acabou repercutindo isto.

Read Full Post »

U2 em Brasília?

8820u21

Correm boatos (ao que parece saiu na MTV, mas não vi a nota) de que o vice-governador Paulo Octavio está querendo trazer o U2 para a comemoração dos 50 anos de Brasília (em abril de 2010). Parece muito? Como já dito neste blog, para quem pagou R$700 mil ao Rebelde e R$800 mil por uma divulgação duvidosa no carnaval de salvador, trazer o U2 seria uma “pechincha”. Veremos.

Read Full Post »

foto_estudio_web

Foto: Fabrício Ouji

O Móveis Coloniais de Acaju faz o primeiro show do seu projeto Móveis Convida em 2009 na UNB, com entrada franca (mediante doação de 1 kg de alimento) e com patrocínio da BrasíliaTur. Ou seja, todas as bandas estão ganhando cachê, e provavelmente muito maior do que a imensa maioria dos showzinhos underground organizados por aí. O que é saudável e bem vindo. Só espero que não seja superfaturado, já que a empresa se demonstra no mínimo duvidosa historicamente.

Os convidados são os bons Macaco Bong, do Mato Grosso (muito hype, música interessante, mas abaixo do frisson da mídia indie), Black Drawing Chalks, de Goiânia e Galinha Preta, do DF, que não conheço.

Anote na agenda:

data: 03/04
cidade: Brasília-DF
local: Centro Comunitário – UnB
informações: Móveis Coloniais de Acaju apresenta novo disco em novo show. Macaco Bong (MT), Black Drawing Chalks (GO) e Galinha Preta completam a festa.
A partir das 22h.
Ingressos gratuitos mediante doação de alimento para o Mesa Brasil SESC.
Pontos de troca: Kingdom Comics (Conic), Balaio Café (201 norte) e UnB (Ceubinho e também nos campi Gama, Planaltina e Ceilândia)
Patrocínio: BRASILIATUR

Read Full Post »

004

Quer saber como foi o show do Iron Maiden que levou 25.000 pessoas ao Mané Garrincha? Confira a cobertura completa na Movin’ Up com resenha, crônica, vídeos, links, etc!

Tá tudo aqui!

Read Full Post »

A Donzela vem aí

iron

É notável a comoção gerada em Brasília e Belo Horizonte com o primeiro show do Iron Maiden nestas respectivas terras. Duas cidades tradicionalmente “roqueiras“ – detesto o termo mas não existe um melhor – que nunca imaginavam ver um grupo deste porte ali, no quintal de casa.

É claro que o Iron envelheceu. A própria turnê, focada apenas nos clássicos – até o álbum Fear Of The Dark, de 1992 – pode ser a oportunidade perfeita para acusá-los de estarem vivendo do passado. Óbvio que os álbuns recentes já não trazem o vigor e – principalmente – a criatividade dos tempos áureos. Ainda assim, o Iron continua sendo sinônimo de heavy metal, uma instituição maior que o próprio estilo.

Como é praxe na história da maioria dos headbangers, ouço Iron desde moleque e passei muito tempo curtindo seus álbuns com os amigos no volume máximo, crente de estar participando de uma das melhores experiências sonoras possíveis. Sao momentos mágicos, sem dúvida. O Iron já foi a banda do coração, alvo de fanatismo, de todo ser que goste de “rock“ que se preze.

Ao contrário do discurso pronto de toda banda gringa que vem ao Brasil fazer turnê (de que tem um carinho especial pelo público brasileiro, que os fãs daqui são os melhores do mundo, de vestir camisa do país, etc etc etc) o Iron realmente tem uma relação diferenciada com os headbangers tupiniquins.

Basta olhar para as sete turnês já realizadas pelo Brasil – incluindo esta – a gravação do DVD/CD no Rock In Rio 2001, dentre tantas outras coisas. Prazer genuíno que faz diferença.

Com o Ed Force One – o próprio avião do grupo – ajudando na locomoção entre as cidades, e sem dúvida barateando o custo para os produtores, a banda teve a chance de fazer, desta vez, a turnê mais extensa pelo Brasil, passando por Rio, Sao Paulo, Manaus, Belo Horizonte, Brasília e Recife.

O preço dos ingressos na capital federal, pasmem, são os mais caros da turnê. O valor vai de R$ 70 a R$ 600, um roubo. Mas nada que desanime fãs que nunca imaginariam ver a banda na sua cidade e passaram a vida toda sonhando com o Iron Maiden.

No fundo, vale a pena. Ainda não sei se vou, mas este é o tipo de show que toda pessoa que gosta de música deve ter no currículo. E pra quem adora metal, sem dúvida é algo no mínimo orgástico e emocionante.

O documentário “Flight 666“ – nome mais metal impossível – a estrear nos cinema de todo mundo no dia 21 de abril, dá uma idéia do frisson que o grupo causa. É justificável.

Up The Irons!

Update: Confira cobertura completa do show na Movin’ Up.

Leia também:

Iron Maiden – turnê no Brasil movimenta R$ 25 milhões de reais

Maiden cai na balada no O`rilley pub na 409 sul

Humor: Folha Universal e o eterno rock do diabo

Read Full Post »

Older Posts »