Feeds:
Posts
Comentários

Archive for março \30\UTC 2009

foto_estudio_web

Foto: Fabrício Ouji

O Móveis Coloniais de Acaju faz o primeiro show do seu projeto Móveis Convida em 2009 na UNB, com entrada franca (mediante doação de 1 kg de alimento) e com patrocínio da BrasíliaTur. Ou seja, todas as bandas estão ganhando cachê, e provavelmente muito maior do que a imensa maioria dos showzinhos underground organizados por aí. O que é saudável e bem vindo. Só espero que não seja superfaturado, já que a empresa se demonstra no mínimo duvidosa historicamente.

Os convidados são os bons Macaco Bong, do Mato Grosso (muito hype, música interessante, mas abaixo do frisson da mídia indie), Black Drawing Chalks, de Goiânia e Galinha Preta, do DF, que não conheço.

Anote na agenda:

data: 03/04
cidade: Brasília-DF
local: Centro Comunitário – UnB
informações: Móveis Coloniais de Acaju apresenta novo disco em novo show. Macaco Bong (MT), Black Drawing Chalks (GO) e Galinha Preta completam a festa.
A partir das 22h.
Ingressos gratuitos mediante doação de alimento para o Mesa Brasil SESC.
Pontos de troca: Kingdom Comics (Conic), Balaio Café (201 norte) e UnB (Ceubinho e também nos campi Gama, Planaltina e Ceilândia)
Patrocínio: BRASILIATUR

Read Full Post »

futebol-portugal-brasil

O jogo entre Brasil x Portugal, em 20 de novembro do ano passado, além da goleada de 6 x 2 (com Dunga tendo seu cargo garantido), a reinauguração do estádio Bezerrão, o escândalo dos 9 mil ingressos distribuídos gratuitamente, acaba de trazer novidades.

Ouvi ontem a noite no CBN Esporte Clube – na primeira vez que ouço o programa depois de muito, muito tempo – apresentado por Juca Kfouri, reportagem que trouxe a denúncia.

Segundo o repórter Gabriel Castro, o GDF assinou contrato de 9 milhões com uma empresa de fachada, de nome Ailanto Marketing LTDA, que seria de propriedade do advogado Eduardo Duarte. Eduardo foi acusado pela operação Satiagraha de ser um dos maiores laranjas do grupo Opportunity, do banqueiro Daniel Dantas. Consta ainda que Eduardo tem mais de 600 empresas em seu nome (!!!).

A empresa teria um patrimônio de 8oo R$, e as notas fiscais emitidas são de número 01 e 02.  Chama a atenção que a reforma do estádio Bezerrão custou R$ 50 milhões e o dinheiro pago para a Alianto pelos direitos apenas por este jogo, foi de R$ 9 milhões.

A Ailanto teria sido repassada, posteriormente, para o nome de Vanessa Preste e Alexandre Rossell, da ISE – empresa que detém os direitos de negociação dos jogos do Brasil – e tem sede nas Ilhas Cayman.

Juca Kfouri, em seu blog, lembra que:

Um dos membros do Comitê Organizador da Copa do Mundo no Brasil, o advogado Francisco Mussnich, não só advogou para o banco Opportunity de Daniel Dantas como é namorado da irmã do banqueiro.

Alexandre Rosell, citado na reportagem como dono da Ailanto e ligado a ISE, é mais conhecido como Sandro Rosell, ex-presidente da Nike no Brasil quando a empresa passou a patrocinar a Seleção Brasileira, ex-vice-presidente do Barcelona e íntimo amigo de Ricardo Teixeira.

O Tribunal de Contas e o Ministério Público do Distrito Federal investigam o caso.

Ouça a reportagem original de Gabriel Castro.

Read Full Post »

dsc00037

O Manual de Redação e Estilo prega: “fulmina é o tipo de palavra que você NUNCA deve usar”. O bom senso concorda.

dsc00139

dsc00138

dsc001401

No Correio Braziliense do último sábado (21.03.2009). Sem comentários.

Read Full Post »

commediadellarteexposicao

Estou longe, muito longe de ser especialista em teatro. Mas, invariavelmente, sempre convivi com pessoas (alguns atores profissionais) ligadas ao meio. A exposição “A Máscara Teatral Na Arte dos Sartori”, após passar por Rio e São Paulo, chega a Brasília , na Caixa Cultural.

“Formada por 186 peças, a mostra é concebida como uma viagem imaginária através das fases históricas da máscara e de seu uso no teatro, da Grécia antiga ao Império Romano, do extraordinário mundo medieval à Commedia Dell’Arte, até Goldoni e o teatro novo. Essa viagem particular através da máscara se conclui com a mágica teatralidade criada pelos “mascaramentos urbanos” de Donato Sartori, uma dilatação do conceito de máscara para os espaços abertos e arquitetônicos da cidade, concebidos e experimentados antes de serem exportados para todo o mundo. Documentos, imagens, desenhos, máscaras, bem como desenhos e esboços formam o acervo.”

Extremamente bem realizada, a curadoria – feita em parceria com o próprio Donato Sartori –  proporciona uma viagem completa a estas manifestações artísticas. Interessante, também, entender melhor os usos das máscaras, conceito tão fundamental na arte e na sociedade.

Confira os detalhes:

Local: Teatro da Caixa
Endereço: SBS Qd. 4, Lt. 3/4, anexo à sede da Caixa Econômica Federal
Bairro: Asa Sul
Horário: Terça a domingo, das 9h às 21h
De: 18/03/2009
Até: 26/04/2009
Telefones: 3206-9448/6456
Preço: Entrada franca

Na Galeria principal.

Exposição de 186 peças produzidas pelos escultores italianos Amleto e Donato Sartori, que são referência internacional na arte milenar da confecção de máscara teatral. Curadores: Donato Sartori, Paola Piizzi, Paolo Trombetta, Sarah Sartori e do Centro Maschere e Strutture Gestuali.

Informações: (61) 3206-9448

Saiba mais sobre a Commedia Dell’Arte aqui.

Abaixo, um vídeo da companhia de teatro Moitará, referência nacional da área.


Read Full Post »

004

Quer saber como foi o show do Iron Maiden que levou 25.000 pessoas ao Mané Garrincha? Confira a cobertura completa na Movin’ Up com resenha, crônica, vídeos, links, etc!

Tá tudo aqui!

Read Full Post »

528547107_f0ea0b7533

Já são 10 casos em 20 dias. Se a incidência crescente assustava desde o ano passado, 2009 começa a registrar números alarmantes de sequestros relâmpago em Brasília. A ameaça é real e naturalmente assusta, e maior parte, os moradores do plano piloto.

O imenso número de carros (já são mais 1,2 milhão) e principalmente o fato de Bsb reunir a população de maior renda média (disparada, beirando os R$ 2.000 por pessoa) do país, aliado as cidades perigosas – e muito mais pobres – do entorno geram o cenário ideal para este tipo de ocorrência, sem solução fácil ou a curto prazo.

Sair a noite e andar entre as entre-quadras mal iluminadas de Brasília torna-se cada vez mais perigoso.

Read Full Post »

plenario-senado

José Sarney, por ironia da história, comanda atualmente uma “faxina” no quadro de servidores inchado do Senado federal. Depois de cair o diretor de Recursos Humanos da casa, João Carlos Zoghbi, por uso irregular de “apartamento funcional”, Sarney pediu a cabeça de boa parte dos 136 diretores. Muitos atuando como verdadeiros funcionários fantasmas, com cargos inexistentes ou sem função alguma, a reducão, que seria de 90, já caiu para menos de 50 nomes. O lobby é forte.

Após a farra de contratações terceirizadas no setor de comunicação do Congresso, o primeiro-secretário Heráclito Fortes (DEM-PI) anunciou que 60 servidores concursados serão chamados, sem no entando realizar novo concurso. O que é um interessante paradoxo com o recente anúncio no freio das contratações e nos concursos públicos, que merece um post em separado.

Fato é que servidores terceirizados custam muito menos para a casa do que os concursados, visto que a média do servidor público brasileiro é muito acima dos salários pagos para seus colegas na mesma função no mercado privado. Um dos motivos pelo qual a folha de pagamento de servidores é um dos maiores gargalos da estrutura paquidérmica e ineficaz do governo.

Por fim, o Senado contratou a Fundação Getúlio Vargas para fazer auditoria na casa, cortas gastos, acabar com as irregularidades e tornar o trabalho eficiente. Não se sabe quanto disso será possível na “prática”. Veremos.

Read Full Post »

Older Posts »